Foi isto que aconteceu quando vi o anúncio deste ano da NOS. Presa à cadeira do cinema, com os olhos colados ao ecrã, senti-me uma miúda.

Hoje em dia, é cada vez mais difícil ser verdadeiramente original. Todos os dias, temos à mão ferramentas que nos permitem criar o que bem entendermos. E partilhá-lo com o mundo de uma forma tão imediata, através da Internet, que se torna mais fácil do que nunca fazer o talento e a criatividade brilharem. Mas cada vez mais difícil destacar verdadeiramente dos outros.

Por ser cada vez maior a competitividade e porque já vimos de tudo, porque tudo se repete, os criativos que se destacam são os que usam a criatividade de forma estratégica para chegar aos outros. Não apenas para criar algo bonito, mas para cativar e arrancar um suspiro. Para fazer sonhar. Para prender.

As marcas sabem disto. E nesta época é nisto que elas apostam. Na estratégia emotiva que faz com que o consumidor se identifique, se reveja, imagine e sonhe, e se esqueça, por momentos, que está perante uma marca, um produto. Para isso, nada melhor do que um anúncio emotivo e humano que vai muito além do produto em si. Que conta uma história. E que sabe contá-la.

Foi isto que aconteceu quando vi o anúncio deste ano da NOS. Presa à cadeira do cinema, com os olhos colados ao ecrã, senti-me uma miúda. Havia uma curiosidade no ar. Havia burburinho e movimento. Havia Natal. Mas, mais do que haver Natal, havia magia e encanto.

Parabéns, NOS, por saberes tão bem chegar a nós.

Quanto a vocês, desse lado: espero que tenham tido um bom Natal.


VAMOS CONVERSAR! Se tens algum vídeo preferido de Natal, partilha-o connosco nos comentários abaixo!

☆ ☆ ☆
Vídeo | NOS

Gostas do que leste?

Pinkdialogues perfil04 copy

Para saberes sempre quando um novo artigo é publicado, subscreve a minha newsletter!

Não divulgarei o teu e-mail a ninguém. Powered by ConvertKit

O QUE ACHAS DESTE ARTIGO?

Escreve o teu comentário
Insere o teu nome aqui